Controle Tecnológico do Concreto em Obra

No Controle tecnológico do concreto, são realizados dois procedimentos.

O primeiro é determinado pela NBR NM 67/1998 – ABNT – “Concreto – Determinação da consistência pelo abatimento do tronco de cone”. O molde e a placa de base são umedecidos e colocado o molde sobre a placa de base. Durante o preenchimento do molde com o concreto de ensaio, o operador se posiciona com os pés sobre suas aletas, de forma a mantê-lo estável.

O molde é preenchido rapidamente com o concreto coletado conforme a NBR NM 33 em três camadas, cada uma com aproximadamente um terço da altura do molde compactado. Cada camada é compactada com 25 golpes da haste de socamento. Os golpes são distribuídos uniformemente sobre a seção de cada camada. A camada inferior é compactada em toda a sua espessura.

No preenchimento e na compactação da camada superior, o concreto é acumulado sobre o molde, antes de iniciar o adensamento, rasada a superfície do concreto com uma desempenadeira. a placa de base deve ser limpa e o molde do concreto retirado, levantando-o cuidadosamente na direção vertical.

A operação de retirar o molde é realizada em 5 s a 10 s, com um movimento constante para cima, sem submeter o concreto a movimentos de torção lateral.

O segundo é determinado pela NBR 5738/2015 – ABNT – “Concreto – Procedimento para moldagem e cura de corpos-de-prova”. A amostra de concreto destinada à preparação de corpos-de-prova é obtida de acordo com o definido na NBR NM 33. Antes de proceder à moldagem dos corpos-de-prova, os moldes e suas bases são convenientemente revestidos internamente com uma fina camada de óleo mineral.

A superfície de apoio dos moldes deve ser rígida, horizontal, livre de vibrações e outras perturbações que possam modificar a forma e as propriedades do concreto dos corpos-de-prova durante sua moldagem e início de pega. É feita uma prévia remistura da amostra para garantir a sua uniformidade e colocar o concreto dentro dos moldes em número de camadas que corresponda ao que determina a tabela 1 dessa NBR, utilizando uma concha de seção U.

Ao introduzir o concreto, a concha é deslocada ao redor da borda do molde, de forma a assegurar uma distribuição simétrica e, imediatamente, com a haste em movimento circular, o concreto é nivelado antes de iniciar seu adensamento. O adensamento do corpo de prova é feito em função do abatimento do tronco de cone.

Independentemente do método de adensamento utilizado, após o adensamento da última camada deve ser feito o rasamento da superfície com a borda do molde, empregando para isso uma régua metálica ou uma colher de pedreiro adequada.