Tratamento de Fundação - Cortinas de Injeção

As cortinas atirantadas são feitas de acordo com a NBR 5629/2006 – ABNT – “Execução de Tirantes Ancorados no Terreno”.

A cortina atirantada é composta de um muro de concreto e de tirantes protendidos. Tirante é uma peça composta por um ou mais elementos resistentes a tração, montada segundo especificações do projeto. Estes elementos são introduzidos no terreno em perfurações previamente executadas. Logo após é feita injeção de calda de cimento ou de outro aglutinante na parte inferior destes elementos, formando o bulbo de ancoragem, que é ligado a parede estrutural, pelo trecho não injetado do elemento resistente à tração e pela cabeça do tirante.

Os elementos resistentes a tração podem ser barras de aço ou cordoalhas para protenção. No caso de execução de cortinas atirantadas é necessário um muro de concreto, devidamente calculado para transmitir o empuxo gerado pela protenção dos tirantes ao terreno, efetivando assim o arrimo. Ensaio de fluência: O ensaio consiste em medir deslocamentos da cabeça do tirante tracionado pelo macaco, sob carga constante, no mínimo para os seguintes tempos, em cada estágio: 10, 20, 30, 40, 50 e 60 min.