Análise Granulométrica do Solo

Essa análise é determinada pela NBR7181/2016 – ABNT – “Solo – Análise granulométrica”.

A amostra é tomada de acordo com a ABNT NBR 6457. Essa norma estabelece o método para análise granulométrica de solos, realizada por peneiramento ou por uma combinação de sedimentação e peneiramento. O material é passado na peneira de 2,0 mm, desmanchando os torrões previamente existentes; Lava-se a parte retida nesta peneira e secar em estufa até constância de massa.

Para a determinação da distribuição granulométrica:

a) pegar cerca de 120g do material, pesá-lo. E ainda fazer o ensaio de umidade higroscópica segundo NBR 6457;

b) lavar na peneira de 0,075, com água potável, seguindo com um peneiramento fino.

Para o processo de sedimentação:

a) pegar cerca de 120 g do material, pesá-lo. E ainda fazer o ensaio de umidade higroscópica segundo NBR 6457;

b) o material é transferido para um béquer e misturado com uma solução de hexametafosfato de sódio, ficando em repouso por 12 h;

c) Retirar a mistura e adicionar água destilada, sob ação do aparelho dispersor durante 15 min;

d) Transferir para a proveta. Adiciona-se água até chegar a 1000 cm³. Agitar frequentemente com uma bagueta e assim que atingir a temperatura de equilíbrio, tampa-se a boca e faz-se movimentos de rotação durante 1 min;

e) Imediatamente após, a proveta é colocada a sobre uma mesa, anotada a hora do início da sedimentação e mergulhado o densímetro dentro da dispersão. As leituras são efetuadas em 0,5, 1 e 2 min. A seguir, leituras de 4, 8, 15 e 30 min e 1, 2, 4, 8 e 24 h;

f) Ao realizar a última leitura, o material é vertido na peneira de 0,075 mm, procedendo à remoção de todo o material no recipiente; g) Esse procedimento é seguido de um peneiramento fino e um peneiramento grosso. Por fim, calcula-se a granulometria desse solo.