Calda de Cimento para Injeção (Requisitos)

Este requisito é determinado pela NBR 7681-1/2013 – ABNT – “Calda de Cimento para injeção. Parte 1: Requisitos”.

O cimento a ser empregado deve atender aos seguintes requisitos:

a) teor de cloro proveniente de cloretos, determinado conforme ABNT NBR 9425 (no máximo igual a 0,10%);

b) teor de enxofre proveniente de sulfetos, determinado conforme ABNT NBR 19 (no máximo igual a 0,20%);

c) temperatura máxima para aplicação de 40ºC.

Preparo da calda: A quantidade de mistura é considerada para um saco de cimento ou seus múltiplos inteiros; A água é introduzida no recipiente de mistura, acionado o misturador e o mesmo é deixado girando a baixa rotação. O cimento é adicionado gradualmente, não permitindo o ingresso de grandes massas e assim, aumentar a rotação para no mínimo 12oo rpm; Após 1min e 30s, é adicionado o aditivo e o misturador continua girando por no mínimo mais 3m e 15s, ou até que se atinja o tempo total predeterminado ou a fluidez de aplicação desejada. Para caldas contendo adição mineral, esta deve ser adicionada imediatamente antes do aditivo.