Ensaio de Pozolanicidade para Cimento Portland Pozolânico

Este ensaio é determinado pela NBR 5753/1980 – ABNT – “Cimento Portland – Ensaio de pozolanicidade para cimento Portland pozolânico”.

Antes de iniciar as determinações, a amostra de laboratório é tratada de forma a obter uma amostra de ensaio homogênea. Assim, é tomada aproximadamente 100 g da amostra, usando um divisor de amostra ou quarteador. Essa porção é peneirada em peneiras com abertura de malha de 150 ou 125 um até resíduo constante. O material retirado é triturado completamente até que passe pela peneira com abertura de malha de 150 um, ou 125 um. A amostra é transferida para um recipiente limpo e seco e devidamente vedado. São usados reagentes de qualidade analítica. A água é destilada ou deionizada com condutividade elétrica menor que 0,5 mS/m.

O ensaio é realizado em paralelo ou duplicada, tanto para o ensaio aos 8 dias como aos 15 dias. Pipeta-se 100mL de água recém-fervida no recipiente de polietileno, selado e colocado na estufa à temperatura de (40 +/- 1) ºC até obter o equilíbrio (cerca de 1h). O recipiente é removido da estufa e, a seguir, introduzir com o auxílio do funil de gaste longa, 20 +/- 0,01 g do cimento em ensaio. Imediatamente, sela-se o recipiente. É agitado durante 20 s e recolocado na estufa. Após um período de 8 dias a 15 dias em estufa termostatizada a temperatura de (40 +/- 1) ºC, o recipiente é removido e filtrado imediatamente a vácuo a solução, através do funil de Bücher para dentro do frasco de vácuo, usando filtro de papel seco em menos de 30s. Caso o ensaio satisfaça o ensaio aos 8 dias, não é necessário continuar até 15 dias